Mapa do SiteOutlook Mail

CGE define turmas para os três dias de curso sobre Fiscalização de Contratos

PDF Imprimir E-mail

A Controladoria-Geral do Estado do Piauí (CGE) definiu as três turmas que irão assistir ao treinamento sobre Fiscalização de Contratos de Terceirização de Mão de Obra. 

No primeiro dia, irão participar do treinamento os inscritos das Secretarias de Educação (SEDUC), Desenvolvimento Econômico e Tecnológico (SEDET), Governo (SEGOV), Trabalho e Empreendedorismo (SETRE),  Inclusão da Pessoa com Deficiência (SEID), Agência de Tecnologia da Informação (ATI), Emgerpi, Emater, Hospital Infantil Lucídio Portela, Universidade Estadual do Piauí (Uespi), além da Defensoria Pública, Procuradoria-Geral do Estado (PGE), Agespisa, Coordenadoria de Comunicação (CCOM), Ministério Público/Procuradoria-Geral de Justiça, Tribunal de Justiça e Prefeitura Municipal de Teresina. 

No segundo dia, será a vez dos servidores da Secretaria de Saúde (SESAPI), Polícia Militar, Agência de Desenvolvimento Habitacional (ADH), Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos (IASPI), Instituto de Desenvolvimento do Piauí (IDEPI), Companhia Metropolitana de Transportes Públicos (CMTP), Gabinete Militar, Assembleia Legislativa do Piauí (ALEPI), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), Secretaria de Cultura (SECULT), Secretaria de Planejamento (SEPLAN), Secretaria de Transportes (SETRANS), Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER) e Hospital da Polícia Militar (HPM).

No terceiro dia, participarão todos os demais órgãos inscritos. Ao todo, se inscreveram 183 pessoas para o treinamento. 

O treinamento é uma iniciativa da CGE com o apoio da Procuradoria-Geral do Estado (PGE) e da Secretaria de Administração e Previdência (SeadPrev) e será ministrado a cada órgão em um só dia, no período de 14 a 16 de setembro, das 7h30 às 13h30, no auditório da ATI, no Centro Administrativo. 

 

Escrito por Virgínia Santos   
 

Adicionar comentário

Será rejeitada a mensagem que desrespeitar a lei, apresente linguagem ou material obsceno ou ofensivo, seja de origem duvidosa, tenha finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do sítio. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores.


Código de segurança
Atualizar