Mapa do SiteOutlook Mail

Projeto piloto de controle de despesas inicia em sete órgãos

PDF Imprimir E-mail

 


A Controladoria-Geral do Estado do Piauí (CGE) lançou nesta quinta-feira (20), o projeto piloto de uma ferramenta online que possibilitará o controle da execução orçamentária dos órgãos e entidades do Poder Executivo Estadual. O lançamento aconteceu na Sala de Treinamento da CGE com representantes da Secretaria de Planejamento (Seplan), Secretaria de Saúde (Sesapi), Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), Secretaria de Assistência Social (Sasc), Polícia Militar, Fundação Universidade Estadual do Piauí (FUESPI) e Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater).
Os servidores dos Núcleos de Controle desses sete órgãos contemplados nesta primeira fase da ferramenta, terão na próxima semana uma série de reuniões para aprenderem a utilizar a ferramenta.

sincin2

O controlador-geral do Estado, Nuno Bernardes, participou da abertura do evento e destacou os benefícios desta ação.

“Este acompanhamento é uma diretriz do governador Wellington Dias. A Controladoria-Geral do Estado, desde 2015, já proporcionou uma economia de R$ 350 milhões aos cofres públicos e a tendência é que essa economia seja maior ainda, com essa ferramenta e com a maior interação com os servidores dos órgãos que atuam nas análises dos processos de pagamento dessas despesas, Vamos ter o benefício econômico para o Estado e o da regularidade da gestão”, destacou.

sincin1


O auditor Alan Soares, da Gerência de Tecnologia da Informação da CGE, apresentou a ferramenta aos servidores envolvidos. Logo após, os auditores Carlos Garcês, Marcelo Sekeff, Deusarina Batista, Rosângela Albuquerque e Alexandre Chaves fizeram uma análise das despesas com locação de mão de obra, locação de veículos, combustível, diárias e autônomos, respectivamente.

De acordo com o gerente de Controle Interno da CGE, Márcio Rodrigo Souza, a ferramenta também vai padronizar as rotinas de controle feitas por todos os órgãos em despesas como obras e compra de equipamentos. 

sincin4
“O objetivo é evitar que a execução das despesas seja realizada com indícios de impropriedades ou irregularidades. Com esta ferramenta, a CGE terá uma visão sistêmica e instantânea da execução das despesas”, explicou.

sincin3

Escrito por Virgínia Santos   
 

Adicionar comentário

Será rejeitada a mensagem que desrespeitar a lei, apresente linguagem ou material obsceno ou ofensivo, seja de origem duvidosa, tenha finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do sítio. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores.


Código de segurança
Atualizar