Mapa do SiteOutlook Mail

Primeiro Curso de Formação de Controladores Internos tem aprovação de 97%

PDF Imprimir E-mail

A Controladoria-Geral do Estado do Piauí (CGE) realizou na última semana o primeiro curso de capacitação para formação de controladores internos com servidores que atuam nos Núcleos de Controles Internos dos órgãos e entidades do poder executivo estadual. 

A proposta da CGE é padronizar as atividades dos núcleos para obter melhores resultados no controle das despesas do Governo. Na última semana, 32 servidores foram avaliados ao final do curso e o índice de aprovação foi de 97%. 

Ao longo desta semana, uma segunda turma recebeu capacitação. A aplicação da prova de avaliação foi realizada nesta sexta-feira (01). O resultado sai na próxima semana.

avaliacao-cursoformacao

De acordo com o controlador-geral do Estado, Nuno Bernardes, a avaliação dos servidores é necessária para garantir que todos os que atuam nos Núcleos de Controle Interno dos órgãos e entidades do Poder Executivo atuem de forma padronizada. Para legitimar esta ação, no início da semana, o governador Wellington Dias assinou decreto que reestrutura o sistema de controle interno do Poder Executivo estadual.

“O Decreto vai estruturar o Sistema de Controle Interno conforme as melhores práticas no âmbito internacional e nacional. Entre as várias novidades, destaca-se o SINCIN, ferramenta pela qual a análise e manifestação dos Núcleos de Controle serão online e a CGE vai poder acompanhar, além da necessidade dos servidores dos Núcleos serem capacitados pela Controladoria. A partir de agora, o foco da Controladoria vai ser analisar os processos por sua relevância, seja em termos de valores, seja em termos de atingimento da missão institucional de cada órgão do Estado”, explicou o controlador-geral.

Ainda no mês de dezembro, outras duas turmas serão capacitadas pelos auditores da CGE. O curso de formação para controladores internos é dividido em quatro partes, onde são abordados os fundamentos da Controladoria Pública; controles nas licitações e contratações públicas; execução dos contratos ou execução orçamentária-financeira; e Sistema Integrado de Controle Interno.

 

Escrito por Virgínia Santos   
 

Comentários  

 
# raimundo torcato 04-12-2017 20:25
foi ótimo para enriquecer o nosso conhecimento e melhorar a habilidade profissional.
Responder | Responder com citação | Citar
 

Adicionar comentário

Será rejeitada a mensagem que desrespeitar a lei, apresente linguagem ou material obsceno ou ofensivo, seja de origem duvidosa, tenha finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do sítio. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores.


Código de segurança
Atualizar