Mapa do SiteOutlook Mail

Polícia Civil e PRF aderem à Rede de Controle da Gestão Pública

PDF Imprimir E-mail

Mais dois órgãos passam a integrar a Rede de Controle da Gestão Pública no Piauí. Representantes da Polícia Civil e da Polícia Rodoviária Federal assinaram, na manhã desta sexta-feira (11), o Acordo de Cooperação Técnica que formaliza a parceria entre os órgãos, com a finalidade de fiscalização, combate à corrupção e controle social. O evento aconteceu na sede da Controladoria-Geral do Estado do Piauí (CGE/PI), órgão que também compõe a Rede de Controle no Estado.

Veja mais fotos:goo.gl/photos/Xx9bLBbCQabZV4YV8

Agora, fazem parte da Rede de Controle no Estado, 17 órgãos de controle interno, externo, justiça e polícia nos âmbitos federal, estadual e municipal.

redecontrole1

Para o delegado geral Riedel Batista, a adesão à Rede de Controle é um marco histórico da Polícia Civil. “Nós vamos aproveitar muito essa oportunidade de aproximar as instituições e, também, para aprimorar técnicas de investigação, técnicas de inteligência. A, Polícia Civil poderá engrandecer essa rede com investigações, com análises de inteligência e com outras situações que os parceiros também necessitem. E também a troca de informações que será muito importante. Temos diversos bancos de dados que são disponibilizados em vários órgãos e, por vezes, essas informações não circulam de forma rápida. Com essa rede, vamos ter oportunidade de interagir com esses bancos de dados, e ganhar velocidade muito grande em investigações, visando sobretudo a questão da improbidade administrativa e regularidade dos órgãos públicos, em relação ao seu funcionamento” ressaltou.

De acordo com Helano Müller Guimarães, o auditor do Tribunal de Contas da União e membro da Secretaria Executiva da Rede, a adesão de mais dois órgãos vai agregar esforços no combate à corrupção. “Hoje, o país passa por uma sangria em relação à corrupção, que tem se mostrado avassaladora. Isso faz com que o recurso público que seria destinado à saúde, à educação, à segurança pública seja desviado e a parcela da população que depende das políticas públicas governamentais são as mais afetadas. A ideia é acompanhar a aplicação correta dos recursos públicos em prol da sociedade, conjugando esforços entre todos os órgãos de controle (federais, estaduais e municipais), no sentido de ter uma luta constante de enfrentamento à corrupção”.

redecontrole2

Histórico

A CGE integra a Rede de Controle desde 2009, ano em que foi assinado o primeiro acordo de cooperação técnica. À época, faziam parte da rede, o Tribunal de Contas do Estado, Tribunal de Contas da União, Controladoria-Geral do Estado, Controladoria-Geral da União, Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal, Ministério Público de Contas (vinculado ao TCE), Polícia Federal, Receita Federal, Advocacia Geral da União, Banco do Brasil, Caixa Econômica e Departamento Nacional de Auditoria do SUS (Denasus).

Em 2014, aderiram ao acordo o Tribunal de Justiça do Piauí e o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí, na ocasião em que foi celebrada a prorrogação, por mais 60 meses, do acordo de cooperação técnica.

Escrito por Virgínia Santos   
 

Adicionar comentário

Será rejeitada a mensagem que desrespeitar a lei, apresente linguagem ou material obsceno ou ofensivo, seja de origem duvidosa, tenha finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do sítio. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores.


Código de segurança
Atualizar