Mapa do SiteOutlook Mail

Piauí em Dados: CGE fiscaliza dinheiro do contribuinte

PDF Imprimir E-mail

A coluna do Governo do Estado no Jornal O Dia desta terça-feira, 22 de agosto, traz como destaque a atuação da Controladoria-Geral do Estado no controle das despesas públicas.

Leia mais:

CGE: fiscalizando o dinheiro do contribuinte

Atento ao dinheiro do contribuinte, o Governo do Estado mantém, através da Controladoria-Geral do Estado (CGE), uma fiscalização constante e rigorosa nos gastos públicos, de forma a eliminar ou reduzir qualquer recurso que possa ser usado de forma equivocada. No primeiro semestre deste ano, o trabalho da CGE, em parceria com a Secretara de Administração e Previdência (Seadprev) gerou uma economia de R$ 110,6 milhões aos cofres estaduais no acompanhamento de licitações e contratos realizados pelo Estado do Piauí. Ao todo, os auditores do Núcleo da CGE na Seadprev, dentre despachos e pareceres técnicos, realizaram 364 manifestações a respeito de processos, analisando ao todo R$ 965 milhões.

WhatsApp Image 2017-08-22 at 16.25.58

Avanço da transparência

9,58 foi a nota do Piauí na última pesquisa da Escala Brasil Transparente, realizada pelo Ministério da Transparência e Controladoria-Gral da União, divulgada no primeiro semestre. Neste levantamento, que teve como foco o cumprimento da Lei de Acesso à Informação, o Piauí alcançou índice de 9,58, numa escala de 0 a 10. Na última avaliação, o Piauí recebeu nota 8,47.

Economia na folha

R$ 3,8 milhões foi a média de economia mensal conseguida pela CGE, no primeiro semestre de 2017, no acompanhamento da filho de pagamento dos servidores públicas para verificar a legalidade das vantagens/vencimentos recebidos, bem como a acumulação ilegal de cargos. Nessa etapa, foram avaliadas as despesas com pessoal dos órgãos do Estado.

Economia em obras

R$ 400 milhões em recursos de obras do Piauí foram analisados pela Gerência de Controle de Obras no primeiro semestre de 2017. Ao todo, foram avaliados 55 produtos que totalizaram R$ 420.033.284,11 em volume fiscalizado, gerando uma economia efetiva de R$ 13,42 milhões. A atuação de um auditor setorial na Seduc concentrado em obras envolveu volume auditado de R$ 58 milhões e uma economia estimada de R$ 2,4 milhões.

Capacitação de servidores

1 Mil servidores foram capacitados ao longo do primeiro semestre, por meio de 12 palestras e capacitações sobre os mais diversos assuntos relacionados ao controle interno. Auditores da CGE também participaram como palestrantes em 11 treinamentos voltados ao público externo, em eventos organizados pelo TCE, APPM, Assembleia Legislativa e Controladoria-Geral da União - Regional Piauí.

Evitar devolução de recursos

A atuação da CGE no primeiro semestre de 2017 proporcionou economias na Secretaria de Educação, envolvendo convênios, evitando a devolução de grande volume de recursos,consequentemente, gerando economia aos cofres públicos. Ao todo, evitou-se a devolução de R$ 232 milhões.

Escrito por Virgínia Santos   
 

Adicionar comentário

Será rejeitada a mensagem que desrespeitar a lei, apresente linguagem ou material obsceno ou ofensivo, seja de origem duvidosa, tenha finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do sítio. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores.


Código de segurança
Atualizar