Mapa do SiteOutlook Mail

Gerência avalia trabalhos após reestruturação do Sistema de Controle Interno

PDF Imprimir E-mail

Na manhã desta sexta-feira (16), auditores da Gerência de Controle Interno da Controladoria-Geral do Estado (CGE) se reuniram para avaliarem a implantação da nova metodologia de análises de despesas realizadas nos órgãos e entidades do Poder Executivo Estadual. 

Na gerência, atuam 10 auditores que realizam acompanhamento junto aos órgãos para orientar os servidores dos Núcleos de Controle Interno na utilização do Sistema Integrado de Controle Interno (SINCIN) e utilização dos procedimentos adequados para realização de contratações e pagamentos com o uso do dinheiro público. 

gerci1

Para o gerente de Controle Interno da CGE, auditor governamental Márcio Rodrigo Souza, o principal avanço está relacionado ao acompanhamento sistemático das despesas, descentralizando os trabalhos da CGE nos próprios órgãos.

“O acompanhamento sistemático das despesas dos órgãos tanto na fase de contratação quanto de pagamento; a possibilidade de analisar as transações com antecedência e havendo algum tipo de falha ou risco nós recomendarmos os procedimentos corretivos tempestivamente. Essas são grandes conquistas que tivemos, estamos descentralizados em todos os órgãos atuando juntamente com os Núcleos de Controle Interno e fazendo o controle prévio, pedagógico e orientativo subsidiando os gestores nas decisões importantes relativas a contratações e pagamentos com uso do dinheiro público”, ressaltou. 

gerci2

O controlador-geral do Estado, Nuno Bernardes, lembra que o sistema de controle interno passou por uma reestruturação que mudou a forma de atuar da CGE, baseada em normas e sistemas de controle internacionais. 

“A reestruturação do Controle Interno representa um grande avanço na administração pública. A CGE junto com os Núcleos de Controle Interno passa a se tornar um órgão cada vez mais preventivo no que tange as contrataçlões públicas e a regularidade da gestão”, destacou o controlador-geral do Estado.

Escrito por Virgínia Santos   
 

Adicionar comentário

Será rejeitada a mensagem que desrespeitar a lei, apresente linguagem ou material obsceno ou ofensivo, seja de origem duvidosa, tenha finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do sítio. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores.


Código de segurança
Atualizar