Mapa do SiteOutlook Mail

Controlador-geral é eleito para diretoria do Conaci

PDF Imprimir E-mail

IMG-20150911-WA0007

O controlador-geral do Estado do Piauí, Darcy Siqueira, foi eleito na manhã desta sexta-feira (11) para a diretoria do Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci). A escolha ocorreu durante a 16ª Reunião Técnica do Conaci, em Belo Horizonte (MG).

O auditor geral do Estado do Pará, Roberto Paulo Amoras foi eleito presidente do Conaci e terá como 1º vice-presidente, o controlador-geral do Município do Rio de Janeiro, Antonio Cesar Lins Cavalcanti e como 2º vice-presidente o controlador-geral do Estado do Piauí, Darcy Siqueira.

De acordo com Darcy Siqueira, a diretoria foi escolhida para o biênio 2016-2017 e tem algumas propostas para o mandato. “A diretoria tem a responsabilidade de dar continuidade à brilhosa gestão do Gustavo Húngaro, que conduziu muito bem, inclusive estabelecendo novas parcerias que contribuem para o fortalecimento do controle interno no País. Pretendemos buscar novas parcerias e lutar pela PEC 45, que estabelece as quatro macrofunções do Controle Interno, que são auditoria, controladoria, corregedoria e ouvidoria. Para a CGE do Piauí, esta é um reconhecimento do trabalho que a Controladoria já vinha apresentando no próprio Conaci”, considera.

Outra grande deliberação do dia foi a aprovação de uma minuta de decreto padrão de regulamentação da Lei Anticorrupção para oferecer subsídios para estados e municípios brasileiros. A experiência positiva levou os membros à criação de um novo Grupo de Trabalho para redigir uma minuta padrão também para a Lei de Acesso à Informação.

Teresina vai sediar a 17ª Reunião Técnica do Conaci, que acontecerá nos dias 19 e 20 de Novembro. A CGE-PI participa do Conaci como membro fundador desde 2004 e sedia pela primeira vez uma reunião técnica.

XI Encontro Nacional do Conaci
O controlador-geral do Estado participou na quarta (9) e quinta-feira (10) do 11º Encontro Nacional de Controle Interno, em Belo Horizonte (MG). O evento reuniu mais de 700 pessoas para discutir os principais desafios para o combate à corrupção, o aumento da transparência governamental e o fortalecimento da democracia. 

Escrito por Virgínia Santos   
 

Adicionar comentário

Será rejeitada a mensagem que desrespeitar a lei, apresente linguagem ou material obsceno ou ofensivo, seja de origem duvidosa, tenha finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do sítio. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores.


Código de segurança
Atualizar