Mapa do SiteOutlook Mail

Construção de escola em Esperantina é acompanhada pela Seduc e CGE

PDF Imprimir E-mail

 

20160223100854  MG 8152 640x427

FOTOS: Raoni Barbosa

Na manhã desta terça-feira (23), a secretária estadual da Educação, Rejane Dias e o controlador-geral do Estado, Nuno Bernardes visitaram a escola técnica no município de Esperantina.

O local está sendo transformado em mais um centro de ensino profissionalizante, que irá ampliar a oferta do ensino integral atendendo mais de 1.200 alunos nos três turnos de ensino médio profissionalizante.

A escola está orçada no valor de R$ 9.022.256,30, recursos de um convênio do Governo Federal, Governo do Estado e Secretaria Estadual de Educação.

Essa é uma das obras na área da educação em que a Controladoria está monitorando a sua execução. Além dela, a CGE acompanha a obra do Centro Técnico Profissionalizante do bairro Dirceu, em Teresina. 

Segundo Nuno Bernardes, o objetivo maior é que essas obras sejam entregues dentro do prazo previsto.

23.02- seduc-cge

“As principais obras da Secretaria de Educação, a secretária vem pedindo ajuda da Controladoria para avaliar, acompanhar, monitorar e fiscalizar a obra, com o objetivo de que sejam cumpridos prazos de execução da obra e as demais cláusulas contratuais. Assim estamos fazendo, em especial, o Centro Técnico de Esperantina cuja previsão de entrega é entre o final de abril e a primeira semana de maio”, explica o controlador ao ressaltar a existência de um auditor setorial no órgão acompanhando constante as ações na Seduc.

“O controlador setorial específico na Seduc, cuja formação é em engenharia, está acompanhando não só essa obra de Esperantina, mas as demais estratégicas da educação.  Esse cronograma de visitas in loco faz parte da metodologia desse trabalho. O auditor setorial vai a cada 10 dias à obra e também ocorre a visita constante da secretária de Educação e minha, enquanto controlador geral do Estado. Essa sistemática é para que sempre tenham pessoas fiscalizando a obra com o objetivo de entregá-la dentro do prazo previsto. Assim ocorreu com o Colégio Liceu Piauiense e assim está ocorrendo com a escola de Esperantina e demais obras relevantes da Seduc”, acrescentou.Â

23.02- seduc-cge1 

De acordo com a secretária de Educação, Rejane Dias, a expectativa é entregar a obra o mais rápido possível. 

“Com a importante parceria com a Controladoria do Estado realizamos um trabalho de regularização dos repasses e distribuição correta dos recursos. A meta da Seduc é expandir o modelo de ensino de tempo integral com mais de quarenta escolas no Estado. Estamos trabalhando para que, já no segundo semestre, nossos alunos possam ser transferidos para a nova sede", disse a secretária Rejane Dias.

 

Com informações da Seduc

Escrito por Virgínia Santos   
 

Adicionar comentário

Será rejeitada a mensagem que desrespeitar a lei, apresente linguagem ou material obsceno ou ofensivo, seja de origem duvidosa, tenha finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do sítio. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores.


Código de segurança
Atualizar