Mapa do SiteOutlook Mail

CGE-PI institui comissão para adequar metodologias a modelo internacional

PDF Imprimir E-mail

A Controladoria-Geral do Estado do Piauí (CGE-PI) está iniciando um processo que visa elevar  a maturidade da Atividade de Auditoria Interna por meio do modelo internacional IA-CM (Modelo de Maturidade de Auditoria Interna para o Setor Público).

 

comissao-cge

Para iniciar esse processo, o controlador-geral do Estado, Darcy Siqueira, instituiu uma comissão de nove auditores que ficará responsável pela implementação das recomendações contidas no relatório prévio de diagnóstico promovido pelo Banco Mundial. O diagnóstico apontou entre outras melhorias possíveis os serviços oferecidos, o gerenciamento de pessoal, as práticas profissionais utilizadas, a medição de resultados e performance do desempenho, bem como as relações interorganizacionais e práticas de governança.

O auditor governamental Alexandre Chaves, que está coordenando os trabalhos, explica que o modelo IA-CM (Modelo de Maturidade de Auditoria Interna para o Setor Público) é internacionalmente aceito e a auto-avaliação foi necessária para diagnosticar o nível de maturidade do Controle Interno no Estado.

“A visita da consultora do Canadá e do Banco Mundial, na semana passada, visou validar uma autoavaliação que nós tínhamos feito no Estado. Eles concluíram que o trabalho de autoavaliação foi bem sucedido, pois pontuamos corretamente em que nível estamos. Agora, temos uma lista de afazeres no intuito de subir nível a nível. A comissão existe para pontuarmos o que devemos fazer para chegar ao nível de excelência”, disse.

Nesta etapa, a CGE se propõe a aperfeiçoar as práticas e procedimentos para fortalecer o controle interno no Estado. “Assumindo que o modelo IA-CM reflete uma realidade, onde o órgão que está no nível 2 está melhor que o nível 1, assim como o que está no nível 5 está melhor do que todos os outros, a expectativa é ter uma CGE mais efetiva, mais otimizada, uma CGE cada vez mais atuante, cada vez mais motivadora para se trabalhar, cada vez mais organizada. Estamos utilizando esse modelo como diretriz, confiando de que o resultado vai ser um órgão cada vez mais estruturado, melhor”, completou.

Escrito por Virgínia Santos   
 

Adicionar comentário

Será rejeitada a mensagem que desrespeitar a lei, apresente linguagem ou material obsceno ou ofensivo, seja de origem duvidosa, tenha finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do sítio. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores.


Código de segurança
Atualizar