Mapa do SiteOutlook Mail

CGE ministra treinamento sobre convênios a produtores rurais

PDF Imprimir E-mail

 

 

A Controladoria-Geral do Estado (CGE) participou na quarta-feira (14) do Encontro dos beneficiários do Apoio aos Arranjos Produtivos Locais do Piauí (APLs) , realizado pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Tecnológico do Piauí (Sedet), no Hotel Cabana, em Teresina. 

arranjosprodutivos- joao allbert

A gerente de Convênios da CGE, Maria do Amparo Esmério abriu o treinamento sobre convênios que foi ministrado pela auditora governamental da Controladoria, Luciana Gomes. 

O programa dos APLs é coordenado pela Sedet, por meio de uma parceria do Governo do Estado com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Para a execução dos projetos, foram disponibilizando o valor de 2 milhões para o II Edital e 3 milhões para III Edital sendo que, 50% de contrapartida do Governo e 50% do BNDES.

Maria do Amparo Esmério ressalta a necessidade de se cumprir todas as etapas do convênio. Para isso, ela destaca que as entidades precisam compreender todas as etapas do processo e executar conforme é estabelecido em lei.  

"Todos os convênios devem ser inseridos no Sistema de Convênios do Estado, por isso, a CGE, como órgão responsável por gerenciar o sistema, foi convidada pela Sedet para repassar esse conhecimento a essas entidades. Todas elas precisam saber sobre as normas para celebração, execução e prestação de contas que garantam a eficiência e transparência da aplicação dos recursos públicos". 

O encontro foi voltado para presidentes, tesoureiros e projetistas das associações contempladas, que terão a oportunidade de analisar a situação de sua associação e/ou cooperativas e atualizar seus dados. Além disso, os convidados puderam tirar suas dúvidas com técnicos do programa e participar de treinamentos e palestras. 

Até o momento, 46 associações foram contempladas pelos APLs no II e III Editais. Entre os projetos das associações e cooperativas, são priorizados pelo Estado os da área da cajucultura, apicultura, ovinocultura, horticultura, caprinocultura, bovinocultura, piscicultura, ovinocaprinocultura e extrativismo de carnaúba.

 

Com informações da SEDET

Foto: João Allbert

 

Escrito por Virgínia Santos   
 

Adicionar comentário

Será rejeitada a mensagem que desrespeitar a lei, apresente linguagem ou material obsceno ou ofensivo, seja de origem duvidosa, tenha finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do sítio. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores.


Código de segurança
Atualizar