Mapa do SiteOutlook Mail

CGE e Uespi firmam parceria para a educação superior

PDF Imprimir E-mail

Na manhã desta terça-feira (22), a Controladoria-Geral do Estado do Piauí (CGE) e a Universidade Estadual do Piauí (Uespi) assinaram Termo de Cooperação Técnica para, de forma, integral e conjunta, realizarem ações de controle social e gestão pública na Universidade. O objetivo é realizar cursos, minicursos e palestras para formação e capacitação da comunidade acadêmica, técnico-administrativa e gestores. Essas atividades visam a proporcionar a formação e levar conhecimentos inerentes à boa gestão pública.

termo-cooperacaouespi1

Para o controlador-geral do Estado, Nuno Bernardes, a ação tem o propósito de ampliar conhecimentos acadêmicos acerca de temas relacionados à gestão pública, apresentados sob a ótica de quem tem experiência prática.

“Para a CGE, esse termo é algo bastante relevante: se unir a uma instituição de credibilidade no estado do Piauí. Para a Uespi é importante pois se une a uma instituição referência em controle. Com essa união só quem vai ganhar é o alunado da Uespi e a sociedade de maneira geral que a partir daí terá conhecimento acadêmico, conjugado ao conhecimento prático, sobre matérias relacionadas a controle, licitações, fomento ao controle social, regularidade e gestão pública. São duas instituições do poder executivo se unindo, por diretriz do governador, que quer as instituições trabalhando em conjunto para difundir cada vez mais as boas práticas da gestão pública, tanto no meio acadêmico, quanto na sociedade como um todo”.

O reitor Nouga Cardoso ressalta que já há uma grande procura pelos cursos e capacitações nessa temática e que agora, será posto em prática o projeto pensado há cerca de 60 dias.

“Hoje tivemos a oportunidade de consolidarmos aquilo que tinha sido planejado. Nós já tivemos uma resposta por parte da comunidade acadêmica e também de gestores interessados em fazer esses cursos e acreditamos que a Uespi e a CGE estarão dando sua contribuição para a boa formação de gestores e consequentemente, para gestões públicas de qualidade como quer a população”.

termo-cooperacaouespi5

Reitor da Uespi, Nouga Cardoso e controlador-geral do Estado, Nuno Bernardes

Já o vice-reitor da Uespi, Evandro Alberto enfatizou a abrangência e o impacto na sociedade, a partir dessas ações.

“A grande dificuldade de quem está fora da capital é ter acesso a essas informações, sobretudo de condutas e procedimentos na gestão de contratos, fiscalização de licitação, ou seja, todo o ordenamento da gestão pública. Levar a municípios onde há o campus, cursos desse nível, com todo o know how em Controladoria, isso é de uma grandeza fundamental. É interiorizar a Controladoria-Geral. Numa perspectiva não só de aprendizagem do nosso alunado, que a maioria está inserida de uma forma ou outra naquele município, vai melhorar no sentido de que eles podem ser vistos como pessoas que têm conhecimento a mais e, inclusive, gerar oportunidades no mercado de trabalho. Essa ação contribui para aperfeiçoar as práticas não só na capital, mas no interior do estado”, assegurou. 

CGE e Uespi realizam evento em junho

A CGE e a Uespi já têm programação conjunta prevista para o mês de junho. O primeiro evento em parceria será realizado nos dias 14 e 15 de junho, no campus Clóvis Moura. O evento é destinado a estudantes dos cursos de Administração, Ciências Contábeis e Direito. É o que explica a auditora Milde Lemos.

“No dia 14, às 19h, terá a palestra que abordará os desafios e perspectivas profissionais do setor público, que vai ser ministrada pelo auditor governamental Márcio Rodrigo. No dia 15 de junho, terão dois minicursos, um deles abordará sobre ‘Controle e Execução Orçamentária e Financeira’, ministrada por Darcy Siqueira, das 14h às 16h. E de 18h às 22h, teremos o minicurso ‘Fundamentos de Controladoria Governamental’, ministrada por Alexandre Farias”, elencou.

termo-cooperacaouespi2

Escrito por Virgínia Santos   
 

Adicionar comentário

Será rejeitada a mensagem que desrespeitar a lei, apresente linguagem ou material obsceno ou ofensivo, seja de origem duvidosa, tenha finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do sítio. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores.


Código de segurança
Atualizar