Mapa do SiteOutlook Mail

CGE busca referências internacionais para aprimorar trabalhos

PDF Imprimir E-mail

 

DSC01189

Auditores da Controladoria-Geral do Estado do Piauí (CGE) participaram ao longo dessa semana de um curso de capacitação com o objetivo aperfeiçoar os processos de trabalho do órgão, uniformizando com base em conceitos e práticas internacionais de auditoria interna.

A capacitação faz parte de uma série de ações da Controladoria com o propósito de chegar ao nível de excelência. Em maio, a CGE formou uma comissão de nove auditores que ficou responsável pela implementação das recomendações contidas no relatório de diagnóstico promovido pelo Banco Mundial. Entre elas, constava o aperfeiçoamento das práticas profissionais.

O curso realizado para os auditores governamentais do Piauí, pelo Instituto dos Auditores Internos do Brasil (IIA Brasil), trouxe conceitos de auditoria interna, metodologia de auditoria e apresenta normas internacionais, bem como o Código de Ética, sendo referência para o aprimoramento dos trabalhos do órgão.

DSC01161

De acordo com o controlador-geral do Estado, Darcy Siqueira, o curso contribui para elevar a maturidade em auditoria interna da CGE. As aulas encerraram hoje (07) e segundo Darcy Siqueira, o próximo passo será a definição dos procedimentos, como parte do processo de uniformização. “Depois dessa capacitação, vamos formar comissões para estabelecer os padrões de procedimentos que serão adotados pela Controladoria do Piauí”, disse.

A elaboração do manual de procedimentos é um dos trabalhos que estão sendo desenvolvidos dentro desse processo de aperfeiçoamento. A auditora governamental Moema Veloso, uma das integrantes da comissão, ressalta a importância da capacitação. “O curso traz novos conhecimentos na área de auditoria interna, nesse momento de modernização das atividades da CGE, em que foram criadas duas equipes para esse trabalho. O grupo que faço parte está elaborando o manual de auditoria da Controladoria, então, está sendo muito oportuno, pois o curso trata exatamente de temas relacionados ao que estamos trabalhando”, disse. Além da uniformização e elaboração do manual, o curso também é importante para a atualização do corpo técnico da CGE.

A maioria dos auditores governamentais é pós-graduada, com especialização em Auditoria, Gestão Fiscal, Auditoria Governamental e Controle Interno, Gestão e Finanças Públicas, Contabilidade Pública, dentre outros. O curso em auditoria interna para o setor público é um complemento. É o que destaca o auditor governamental Fernando Gama Júnior. “A capacitação é importante para o aprimoramento, aperfeiçoamento e reciclagem de conhecimentos. É importante para buscarmos alinhamento de conhecimento com o que já está sendo praticado em outros órgãos de controle governamentais”, destaca.

Escrito por Virgínia Santos   
 

Adicionar comentário

Será rejeitada a mensagem que desrespeitar a lei, apresente linguagem ou material obsceno ou ofensivo, seja de origem duvidosa, tenha finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do sítio. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores.


Código de segurança
Atualizar