Mapa do SiteOutlook Mail

CGE acompanha PPPs no Piauí

PDF Imprimir E-mail

A Controladoria-Geral do Estado participou, na manhã desta segunda-feira (29) da reunião do Conselho Gestor de Parcerias Público Privadas (PPP), realizada no Palácio de Karnak. O órgão de controle interno do Poder Executivo vai auxiliar a Superintendência de Parceria e Concessões (SUPARC) nos processos para execução das parcerias feitas pelo Governo do Estado.

cge-ppp1 - Joao Albert 640x427

O governador Wellington Dias reuniu gestores para tratar sobre o andamento do processo de PPP relativo ao programa Piauí Conectado, a concessão do hotel de Serra da Capivara para a iniciativa privada e a parceria para a construção dos Centros Administrativos dos municípios de São João do Piauí e Parnaíba.

Participaram da reunião os secretários de Fazenda, Rafael Fonteles; de Administração e Previdência, Franzé Silva e o procurador do Estado, Plínio Clerton Filho, que compõem o Conselho Gestor; além da superintendente de PPPs no Estado, Viviane Moura e o diretor-presidente da Empresa de Gestão de Recursos do Piauí (Emgerpi), Ricardo Pontes.

O controlador-geral do Estado, Nuno Bernardes também esteve presente na reunião juntamente com auditor Kilmer Távora, que foi designado pelo controlador para auxiliar a SUPARC em suas atividades, atuando como auditor setorial no órgão.

cge-ppp2 - Joao Albert 640x427

“O Estado quer dar andamento ao Programa Piauí Conectado, que consiste em uma rede de internet privada para atender mais órgãos do Estado com conexões mais velozes e de melhor qualidade. Além disso, foi deliberado sobre estudos relativos ao hotel  da Serra da Capivara, que pertence ao Estado e será passado ao setor privado; e ainda sobre as concessões e parcerias relativas ao Centro Administrativo de São João do Piauí e Parnaíba. A CGE está auxiliando a SUPARC em todas as PPPs, examinando todo o processo, pois cada PPP é diferente e estamos avaliando de que forma iremos atuar nesses casos. Certo que iremos dar suporte na parte técnica e na área econômico-financeira ”, relatou o auditor Kilmer Távora.

 

Fotos: João Allbert/CCOM

Escrito por Virgínia Santos   
 

Adicionar comentário

Será rejeitada a mensagem que desrespeitar a lei, apresente linguagem ou material obsceno ou ofensivo, seja de origem duvidosa, tenha finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do sítio. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores.


Código de segurança
Atualizar