Mapa do SiteOutlook Mail

Banco Mundial virá a Teresina para visita à CGE neste mês

PDF Imprimir E-mail

Como parte de um projeto que visa diagnosticar e aprimorar os procedimentos e ações de auditoria interna, com base em padrões internacionais, uma equipe do Banco Mundial virá a Teresina neste mês de abril para acompanhar a autoavaliação da Controladoria-Geral do Estado do Piauí (CGE-PI).

A CGE-PI foi um dos três órgãos escolhidos como piloto do projeto realizado por meio de parceria entre o Banco Mundial e Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci), para aplicação do Modelo de Maturidade de Auditoria Interna para o Setor Público (IA-CM).

O Modelo já foi aplicado em dezenas de países, sendo que esta será a primeira vez que a ferramenta será utilizada no Brasil, no nível de controle interno, e deve ter um impacto altamente positivo.

Auditores da CGE finalizaram, na quarta-feira (1º), o diagnóstico do Piauí, que deve ser apresentado à equipe do Banco Mundial. De acordo com o controlador-geral do Estado, Darcy Siqueira, a visita do Banco Mundial ao Estado está marcada para os dias 29 e 30 de abril. “Virão ao Piauí a consultora internacional Libby MacRae e a especialista em Gerenciamento Financeiro e representante do Banco Mundial, Maria João Kaizeler. Libby tem experiência em diagnosticar os controles internos em todo o mundo, já fez um mapa de diagnósticos de auditoria interna com profissionais de 50 países”, disse.

O auditor da CGE, Alexandre Chaves, que está coordenando a autoavaliação, explicou o objetivo desse trabalho no Estado. “O trabalho é diagnosticar como estamos em termos de atuação e identificar onde podemos melhorar, o que vai possibilitar investimentos futuros da função de auditoria interna no Estado, através de financiamento com o Banco Mundial”, disse.

Na atual etapa, participam como pilotos Minas Gerais, Piauí e Maranhão; como validadores Ceará, Distrito Federal e Mato Grosso do Sul; e, como representantes do Grupo de Trabalho do Conaci, o Estado de Santa Catarina e a cidade de Fortaleza.

Escrito por Virgínia Santos   
 

Adicionar comentário

Será rejeitada a mensagem que desrespeitar a lei, apresente linguagem ou material obsceno ou ofensivo, seja de origem duvidosa, tenha finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do sítio. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores.


Código de segurança
Atualizar